Como estudar teologia no exterior

O objetivo desse post é ajudar pessoas interessadas em estudar teologia fora do Brasil. Ele pode ser útil para pessoas de outras áreas também, mas o foco são os estudos teológicos. O post é escrito a partir das minhas experiências e de outros conhecidos e, portanto, não traz regras infalíveis, mas dicas que podem ajudar a tornar as coisas mais claras e possíveis.
.
Vocação
 .
Sempre que converso com alguém sobre estudar fora do país ou sobre fazer um mestrado ou doutorado teológicos no Brasil mesmo, faço a seguinte pergunta: por que você quer estudar teologia em nível acadêmico? A primeira questão é sempre a do coração: quais são as motivações boas e más que te levam a esse interesse? Será que essa é a vontade de Deus para a tua vida? Se o motivo for financeiro ou estabilidade, não é uma escolha inteligente! Se o motivo for ganhar destaque pessoal, glória e construir o próprio reino, Deus será o juiz. Se o motivo for se esconder de pessoas atrás de livros, você deveria considerar outra vocação. Assim, quais motivos justificam fazer uma pós-graduação? Sentir-se chamado por Deus para ter um ministério acadêmico e por meio dele abençoar vidas, seja na igreja, seja em alguma instituição de ensino ou em ambas. Deus chama, capacita, levanta pessoas e instituições para confirmar a vontade dele e abre portas. Considere a possibilidade de ser um ótimo pastor em igrejas locais. Olhe e converse com pastores que estão felizes e realizados no ministério pastoral (conheço vários). Considere a possibilidade de fazer especializações que te habilitem para ser um melhor pastor. Considere, por exemplo, o Doutorado em Ministério, que dá tantas ferramentas praticas para o pastor. Converse com seus professores, irmãos maduros na fé e autoridades eclesiásticas antes de dirigir sua vida para a área acadêmica.
 .
Coração de Pastor
 .
Os professores de teologia (que Calvino chamada de doutores da igreja) não são mais importantes do que pastores de igrejas locais, apenas são pastores que tem uma atuação diferente para o bem do corpo, assim como os missionários. É necessário que o professor tenha coração de pastor, assim como é necessário que o pastor seja um bom professor. Louvo a Deus por ter ouvido o Rev. Dr. Hermisten, que me aconselhou a ter um tempo no pastorado primeiro antes de fazer um mestrado em teologia. Louvo a Deus pela vida de tantos professores que demonstraram um grande coração pastoral em todos os níveis acadêmicos que estudei. O professor precisa ser pastor (ainda que não atue em uma igreja local), o pastor precisa ser um professor, mas não necessariamente um acadêmico de teologia.
 .
Currículo
 .
Uma vez que você tenha entendido que realmente é a vontade de Deus que você invista em estudos teológicos acadêmicos avançados (quanto mais cedo melhor), você deve investir de maneira especial em algumas áreas. As suas notas de bacharelado e de qualquer outro grau acadêmico importam muito. As universidades/seminários vão avaliar a sua média global em cursos anteriores. Inglês e um bom conhecimento de informática são totalmente fundamentais. Invista o quanto antes nessas áreas. Se você tem organização pessoal e é uma pessoa disciplinada (qualidades fundamentais para um acadêmico), a Englishtown pode ser uma boa escolha (escola à distância). Para regrar os ouvidos, ouvir e ler os sermões do Piper no DesiringGod ajuda muito. Se você puder aprender Francês e Alemão ainda no Brasil, você faz um grande upgrade em seu currículo e em sua possibilidade de vonseguir vagas e economizará tempo em seu doutorado. Os softwares Rosetta Stone podem ser de grande ajuda nisso.
Além do básico, faça cursos, aproveite oportunidades, tenha um ministério pastoral abençoado e, se possível, um ministério acadêmico também. As instituições de ensino no exterior e as organizações que dão bolsa querem se garantir de que estão investindo em alguém que terá um ministério de alcance. Faça um mestrado no Brasil. O Andrew Jumper é uma ótima opção, entre outras. É muito mais fácil conseguir bolsas para doutorado do que para mestrado. Ir para o doutorado com um mestrado, pode tornar o teu doutorado mais rápido, a medida em que você tem menos matérias a cursar como pré-requisitos e que a instituição pode considerar parte da carga horária anterior. Mas, vale a pena estudar no Brasil? Sim, os professores das instituições evangélicas de teologia são muito competentes e não ficam devendo aos de fora (falo como aluno). No exterior você também vai encontrar professores bons e professores não tão bons, vai fazer cursos maravilhosos e outros não tão empolgantes. A diferença de estudar no exterior é o tempo que você tem a mais e o acesso a biblitoecas muito boas que quando não tem um material, mandam buscar…
Assim, quanto melhor currículo de serviços prestados ao reino você tiver, mais possibilidades tem de conseguir vagas e bolsas. Não estou falando para você buscar essas coisas apenas para conseguir uma vaga, mas para você avaliar se é esse tipo de pessoa e se esmerar o máximo pelo bem do reino. O ministério acadêmico teológico existe primariamente para o bem da igreja, especialmente a igreja local. A ideia do pastor que não dá certo em nenhuma igreja e vai buscar um lugar ao sol na área acadêmica não faz nenhum sentido.
 .
Networking
 .
Vaga, bolsa e oportunidades de ensino funcionam muito com base em indicações. Você precisa conhecer pessoas, ser amigo dos seus professores e, se possível, fazer contato com professores de fora do país (com os quais você quer estudar) e com pessoas ligadas à organizações cristãs. Não, não estou te dizendo para virar um agradador de pessoas a fim de conseguir chegar onde você quer. Estou te dizendo, sim, para não ter medo de se aproximar de pessoas consideradas importantes. Na maioria das vezes eles são cristãos tementes ao Senhor que querem o bem do reino e tem interesse em ver pessoas se desenvolvendo. Evite, no entanto gastar muito o tempo desses irmãos, dizer coisas apenas para agradar e ficar querendo se vender a todo o custo. Não seja nem agradador, nem tenha temor de homens. Lembre-se que é Deus quem abre portas, seja agradador dele!
 .
Família
 .
Então você quer estudar teologia em nível avançado? O que a tua esposa pensa a esse respeito? Ela sabe o preço a pagar? Minha esposa e eu já desfizemos totalmente 5 casas. Se tivéssemos investido o que gastamos com estudos, estaríamos bem de vida! Vivemos e vimos outros passando por várias dessas situações: Mudar de casa várias vezes, aprender uma ou mais novas línguas, adaptar-se em outra cultura, passar por crises por estar morando fora, ter crises na volta para o Brasil, ver os filhos passando por lutas, passar perrengue financeiro, enquanto tantos colegas da época do seminário já tem a vida tão estabelecida!! Há um preço alto a ser pago em família e se seu cônjuge não for do tipo “mulher guerreira” as marcas dessa aventura poderão ficar profundas para o resto da vida. Como eu louvo a Deus pela vida da Ju e pela maneira como ela tem enfrentado tudo isso!! Se você vai enfrentar essa luta, você e sua esposa precisam ter um relacionamento saudável e considerar a personalidade e idade dos seus filhos. Em suma, não passe como um trator sobre a tua esposa por causa dos teus sonhos
 .
Disposição
 .
Eu já participei do projeto de “aplicação” para umas 12 instituições de ensino no exterior e umas 3 organizações que dão bolsa, algumas, mais de uma vez. O processo de inscrição para concorrer a uma vaga chama-se application. O processo em geral envolve o Toefl, o GRE (para doutorado nos EUA, um verdadeiro martírios que faz o Toefl parecer brincadeira de criança), indicações de pelo menos 3 pessoas (professores, amigos, autoridades eclesiásticas), diplomas e históricos escolares de todos os cursos que você fez (em inglês, por vezes com tradução juramentada) enviados diretamente pela instituição, e muitos, muitos documentos para você escrever (declaração de fé, porque quer cursar naquela instituição específica, porque quer fazer doutorado, formulários etc.). Eu brinco sério que se uma pessoa é forte o suficiente para fazer tudo isso, não terá grandes dificuldades de fazer o doutorado fora!
Mas além disso, você ainda tem que tirar passaporte, fazer o processo de visto de estudante (F1 ou J1 [este último permite ao cônjuge trabalhar e/ou estudar]), comprar passagens, arrumar casa para morar fora e deixar a tua vida no Brasil organizada… Haja disposição, tempo e graça de Deus para tudo isso!
 .
Sabedoria
 .
Existem muitíssimas instituições de ensino teológico avançado ao redor do mundo! Várias tem dinheiro a oferecer, algumas tem muito renome mundial, algumas poucas acreditam na Bíblia como Palavra de Deus infalível e inerrante. Na Europa, em geral, você não cursa disciplinas, mas fica focado em sua dissertação desde o início. Nos Estados Unidos, você cursa disciplinas, gasta de 6 meses a um ano fazendo provas baseadas em diversos livros na sua área de especialização e em outras (comprehensive exams) e escreve sua dissertação em uns 2 a 4 anos, em média. Onde ir, depende do que você acha que Deus quer fazer com você em matéria de ministério. Ainda existem instituições que querem acabar com a fé “singela” de cristãos evangelicais. Eu te aconselharia para evitar essas e ir ou para uma instituição evangélica, ou para uma que não trate a fé como chacota, de preferência com algum professor que ame a Bíblia.
 .
Muito Dinheiro
 .
É inevitável. Você vai precisar de muito dinheiro em todo esse processo, como provavelmente já ficou claro. Esteja preparado para investir seu carro, reservas pessoais, pedir dinheiro a familiares, amigos e igrejas, como um missionário (aliás, vida acadêmica não é um ministério para o bem da igreja também?). Os gastos para o preparo e com a vida fora são estratosféricos. Da primeira vez que tentei fazer o doutorado, tive que abrir mão de 5 vagas, por total falta de dinheiro pessoal de de instituições de bolsa. Atualmente, recebo uma bolsa parcial de minha denominação, a Igreja Presbiteriana do Brasil, recebo meus salários como professor do Andrew Jumper, recebo bolsas parciais da Trinity International University, da Langham Partnership e da ScholarLeaders International. Além disso, investi bastante dinheiro pessoal no projeto.  Ainda assim, atualmente, estou fazendo tradução de livros para conseguir me sustentar. Sou muitíssimo grato a Deus por essas instituições  e pelos amigos, familiares e igrejas que me deram suporte da primeira vez e é um privilégio traduzir bons livros. O que quero deixar claro é: estudar fora consome muito dinheiro!
Em suma, para estudar fora, você precisa investir dinheiro próprio, conseguir pessoas ou instituições no Brasil que invistam em você  e ir atrás de bolsas nas próprias instituições de ensino e organizações cristãs que entendem que sem educação teológica o cristianismo mundial (e local) não avança (coloquei algumas acima)! Mas entenda, essas organizações não vão custear 100% dos teus gastos. Elas só vão acreditar no projeto de estudos se alguém no Brasil também acreditar, se você próprio estiver disposto a investir e se virem que você tem potencial para ser benção em teu país.
 .
Coragem
 .
Estudar fora do país é uma saga. Se você estiver solteiro é mais fácil para vir, mas mais difícil para enfrentar a barra sozinho. Sair de sua zona de conforto é difícil, mas há ganhos no processo. Amadurecimento, fortalecimento como família, aquisição de cultura e língua e todo um processo de ação de Deus que você passa quando enfrenta  situações complicadas. Adaptar-se em um novo país, um novo sistema educativo, escrever em uma nova língua, viver em uma cultura e comércio diferentes são desafios que por vezes constrangem e outras geram situações engraçadas. É preciso coragem para enfrentar tudo isso, e doses de bom humor também serão muito bem vindas. É preciso coragem para enfrentar trabalhos e testes extremadamente exigentes e desafiadores, em outra língua e, isso, para a família toda!
É preciso também coragem na hora de sair de um contexto onde você está adaptado. Mantewnha o foco em todo o tempo e lembre a sua família que a vida de vocês visa o serviço a Deus no Brasil. Voltar para o Brasil (sempre em crise) com a família e encontrar uma ou várias colocações de trabalho para conseguir sustentar a família, fazendo 1000 coisas ao mesmo tempo na academia e na igreja não é fácil. Em meio a tudo isso, você ainda deve colocar diante de si o desafio de se manter atualizado e publicar artigos e livros que abençoem a igreja de Cristo. É necessário manter o foco, e cuidar do coração, seu e de sua família, a fim de que a volta para o Brasil não seja tão traumática. Haja coragem e foco!
 .
Conclusão
 .
Precisamos no Brasil de mais doutores em teologia! Países como China e Nigéria tem muito mais doutores em teologia do que nós e aqui temos liberdade religiosa! Há bastante espaço nos seminários espalhados pelo nosso país para pessoas bem preparadas e até mesmo algumas universidades brasileiras estão abrindo cursos na área de teologia. Assim, se esse é o chamado de Deus para você, enfrente as situações e siga em frente.
Decidir pela vida acadêmica e analisar se estudar no exterior é a vontade de Deus, fazer os processos de “aplicação” e efetivamente estudar fora são desafios a serem enfrentados em oração, com o conselho de cristãos maduros e contando com muita ajuda e benção de Deus. Se você se sente vocacionado para isso, lembre-se que Deus tem poder para abrir portas, fazer aparecer dinheiro, solidificar a família e usar você de maneira poderosa. Lembre-se durante os estudos e ao final que você não se fez sozinho, então, mantenha sempre a humildade característica de um servo. Se cursar um doutorado fora for a vontade de Deus para você, ele vai abrir as portas e as coisas darão certo, mas, como diz um amigo meu, “não sem lutas”.
 .
Escolas para estudar no Exterior
(essa lista não é em hipótese alguma completa)
 .
Moore College (Autralia)
 .
Instituições de bolsa
(essa lista não é completa, pesquise nos websites de cada instituição de ensino e na Internet)
 .
 .
 .