A Grandeza do Reino de Deus

 

O mundo já presenciou a elevação e a queda de grandes reinos e potencias mundiais, isto não é fato desconhecido para qualquer pessoa que conhece um pouco da historia universal.

Dn 2.21:  E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis;

Através da história se levantou 6 (seis) grandes Impérios Mundiais e o sétimo está vindo aí.

Vejam quais são eles:

  • Império Egípcio (Egito) – Representado pelos Faraós que se diziam deuses;
  • Império Assírio (Assíria) – Representado por reis cruéis, que acabaram com a supremacia do Império Egípcio;
  • Império Babilônico (Babilônia) – Representado por Nabucodonozor, que deu fim à supremacia do Império Assírio;
  • Império Medo-Persa – Representado por Dario e Ciro, deram fim a supremacia do Império Babilônico;
  • Império Grego-Macedônio (Grécia) – Representado por Alexandre Magno, o grande, que acabou com a supremacia do Império Medo-Persa;
  • Império Romano (Roma) – Representado pelos Césares, que deu fim a supremacia do Império Grego-Macedônio;
  • Império do Anticristo – Representado pelo Anti-Cristo, que poderá ser uma espécie de um “Novo Império Romano”, que será destruído por Cristo na sua vinda pelo sopro de sua boca. (2 Ts. 2.8).

Um dos livros da bíblia que nos trás luz sobre as grandes potencias mundiais é o livro de Daniel. No cap 7 ele tem sonhos e visões dos acontecimentos futuros, dos reinos que estavam para governar a terra e também do fim desses reinos.
Daniel já não era mais um jovenzinho. Achava-se por volta dos setenta anos quando recebe de Deus uma revelação profundo dos acontecimentos finais. Ele vê 4 reinos surgindo simbolizados por animais. 7:3

.
A ordem de aparecimento dos animais coincide com a ordem cronológica dos seus domínios: Babilônia (leão) de 606 a 539 a.C.); Medo-Pérsia (urso) de 539 a 330 a.C.; Grécia (leopardo) de 330 a65 a.C. e Roma a partir de 65 a.C.
A historia mostra que havia (7: 4)  estátuas colossais de leão com asas de águia e cabeça humana que adornavam os palácios de Nínive e Babilônia, o que não deixa em dúvida sua identidade; (veja também Jeremias 4:7,13.) O leão indica força, e as asas de águia, velocidade.

.
Jr 4.7: Subiu um leão da sua ramada, um destruidor de nações;
Jr 4.13: os seus cavalos são mais ligeiros do que as águias

7:5 O império Medo-Persa se expandiu lentamente, com exércitos numerosos, consumindo muitas vidas; o urso é um símbolo dele, conhecido por sua força e ferocidade em combate. O lado do urso que se levantou deve representar a Pérsia, que era mais poderosa, e as três costelas correspondem aos reinos da Lídia, Babilônia e Egito que se aliaram contra os Medo-Persas mas foram derrotados.
7:6  Como o leopardo, o macedônio Alexandre o Grande era ágil à testa do exército grego e, como se tivesse asas, ele conquistou seu território rapidamente. Chorou por não haver mais terras para conquistar. As quatro cabeças correspondem à divisão do seu império após sua morte: Ásia Menor, Síria, Egito e Macedônia.
7: 7 O quarto animal, terrível, espantoso e sobremodo forte, diferente de todos os anteriores, corresponde ao império romano.
No versículo 12 Daniel vê que o domínio desses reinos foram tirados para que um outro reino fosse estabelecido.


O Reino de Deus é o centro da mensagem do Novo Testamento. Ele foi anunciado por João Batista (Mt.3:2) e era a essência do ensino de Jesus – o que devemos buscar em primeiro lugar e acima de tudo (Mt.6:33).

Quando ensinou seus discípulos a orar, disse-lhes que pedissem a Deus: “Venha o teu Reino” (Mt.6).

Mateus usa o termo “reino dos céus” 34 vezes, mas “reino de Deus” apenas 4 vezes. Marcos, Lucas e João usam “reino de Deus”.


QUAL ERA O TEMA DA PREGAÇÃO DOS APÓSTOLOS?

PEDRO NO PENTECOSTES: Apresentou a Jesus como aquele que se assentou no trono de Davi, para Reinar para sempre. Concluiu a sua mensagem apresentando a Jesus como SENHOR – Atos 2:29-36

FELIPE EM SAMARIA: Pregou o Evangelho do Reino de Deus – Atos 8:12

PAULO EM ÉFESO: Primeiro, por três meses na sinagoga falou sobre o Reino de Deus (Atos 19:8). E logo define o seu ministério de três anos nessa cidade dizendo: Agora, eu sei que todos vós, em cujo meio passei pregando o reino, não vereis mais o meu rosto. (Atos 20:25)

PAULO PRESO EM ROMA: Pregou o Reino de Deus: Atos 28:23 e 30-31.

 

O TEMA NAS EPÍSTOLAS:

A expressão Reino de Deus, ou Reino dos céus, ou simplesmente Reino, aparecem 133 vezes no novo testamento. Na maioria das vezes no quatro evangelhos e no livro de Atos.

Nas epístolas o tema segue sendo o mesmo, porém o que muda é só a expressão. Se bem que, a expressão Reino de Deus aparece nas epístolas, como em Rm.14:17/I Cor.4:20,6:9, Col.1:13, e outros, no entanto não é freqüente como nos evangelhos.

A síntese do Kerigma (proclamação) de Jesus Cristo era: “O Reino de Deus é chegado”. A diferença da proclamação do Kerigma dos apóstolos era: “Jesus Cristo é o Senhor”. Estas duas expressões: Reino e Senhorio são sinônimos, como podemos observar a expressão do Salmo 145:13.

A palavra “Senhor” (KIRIUS no grego) no novo testamento, quando se refere a Cristo ela se repete mais de 600 vezes. Dessas 600 vezes, 260 estão nas epístolas de Paulo.

Porque os apóstolos, e especialmente Paulo, preferiram usar mais a palavra KIRIUS que REINO? O Reino de Deus não era só um tema do novo testamento, mas sim, O TEMA de todo novo testamento.

 

O Reino de Deus é o tema de todas as pregações de Jesus e seus ensinos.

“Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei- vos, porque está próximo o reino dos céus.” (Mt4.17)

“Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo.” (Mt 4.23)

Veja algumas características da grandeza do reino de Deus:

  1. O reino foi dado a Jesus.
    E foi-lhe outorgada toda a autoridade, glória e posse do Reino, para que todos os povos, nações e línguas o adorem e o sirvam; o seu domínio é domínio eterno, que jamais terá fim; e o seu Reino jamais será destruído. Dn 7:14

-O que foi dado? E a quem foi dado?

O reino foi dado. Deus deu o reino a seu filho. Quem reina não é satanás, quem está no controle deste mundo não é o mal nem as trevas, é Jesus.

-Todo o poder foi dado a Ele, o seu nome está acima do todo o nome.

-Quando Jesus entra em Jerusalém montado em um jumentinho as multidões, clamavam bendito é o rei que vem em nome do Senhor. Lc 19.38

-Toda a língua precisa declarar que Ele é o Senhor.

 

  1. O reino é o domínio dos céus sobre a terra.  Dn 7.14.

Temos no texto a palavra domínio. Reino, basileia, significa monarquia, império, poder real, domínio. Portanto, o governo do céu chegou à terra. Mas o reino celestial não é como os reinos mundanos. O governo de Deus se dirige ao coração (espírito) do homem.

E Deus reinando na terra, o Diabo perdeu o seu domínio.

Jesus veio trazendo o Governo dos céus sobre a terra. Ele veio para tomar das mãos de satanás o domínio que ele tinha sobre a terra.

– Domínio este que fora dado ao homem:

“Deus os abençoou, e lhes disse: ´Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra’.”  Gênesis 1:28. A palavra “domínio” usada no original hebraico é “radhah” que quer dizer “reinar sobre”. Em outras palavras, o homem era o DONO DA TERRA.

Antes do pecado o homem estava debaixo do governo de Deus. O governo do homem era o governo de Deus. Quando o homem peca ele perde esse domínio.

Jesus veio para restaurar isto. Porque dEle, e por Ele, e para Ele, são todas as coisas.

É o céu que precisa governar a sua casa, porque o céu já chegou aqui na terra.

Quando os céus começam a governar sobre a nossa vida as coisas são diferentes. Ex: Zaqueu. Saulo de tarso. Maria madalena.

O Diabo não quer que você entenda esta verdade. Ele não quer que você entenda o reino de Deus.

Ouvindo alguém a Palavra do Reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; MT 13.19

Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure.  MT 13.15

Só Há cura, só há transformação de vida quando se compreende o reino de Deus.

Quando o reino chega as coisas acontecem.

Em Isaías 6.1 o profeta vê Deus no trono. Em Ap 4.2  João percebe que alguém esta sentado no trono. O trono não está vazio.

 

  1. O reino agora é dos santos. Dn 7; 18,27.

Mas os santos do altíssimo receberam o reino…. v18

O reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo do altíssimo. v27

Lc 12.32:  Não temais, ó pequeno rebanho, porque a vosso Pai agradou dar-vos o reino.

Lc 22.29:  Assim como meu pai me confiou um reino, eu vo-lo confio.

O reino é nosso, hoje somos representantes do reino de Deus. Onde você for você vai levando o reino, onde você chegar o reino chega também.

Lc 17.21 O reino de Deus está dentro de vós.

A grande verdade é que o pai já colocou a nossa disposição todas as coisas. Mais a maior questão é que somos ignorantes em relação a esta verdade.

Como já falamos o inimigo não que quer você compreenda o reino.  A bíblia diz o meu povo é destruído porque lhe falta o conhecimento. Precisamos pedir a Deus para que os olhos do nosso entendimento sejam abertos, para compreendermos a grandeza do reino de Deus.

2 Pedro 1.3 diz que nos foi doadas, dado todas as coisas que diz respeito a vida e a piedade… pelo conhecimento.

Precisamos conhecer o que está a nossa disposição.

O reino já é seu. Ninguém vai tirar isso de você. Você precisa ter a consciência dessa verdade. Você é herdeiro do reino e representante do reino de Deus na terra!